google-site-verification: googleef3a4bdf6785a9c6.html GUIA DE VINHOS DO VELHO E NOVO MUNDO

MECAVI importação de Vinhos para Distribuição

Rua Nebraska, 724 - Brooklin Novo, São Paulo - SP, Brasil

  • Instagram - Mercavi
  • Facebook - Mercavi
  • YouTube - Mercavi
  • LinkedIn - Mercavi
Voltar ao Topo

GUIA DE VINHOS DO VELHO E NOVO MUNDO

September 29, 2017

As diferenças entre os vinhos do Velho Mundo e os vinhos do Novo Mundo são muitas vezes incompreendidas. Muitas pessoas dizem preferir o Velho ao Novo ou o Novo ao Velho, mas qual é realmente a diferença entre os dois? Não podemos afirmar que um estilo seja melhor do que o outro, mas vamos esmiuçar cada um para melhorar sua compreensão sobre eles.

 

 

Quando alguém usa o termo Velho Mundo estão se referindo a vinhos produzidos em países que são considerados os locais de nascimento do vinho, basicamente, é a Europa e o Oriente Médio. Alguns dos países que são o Velho Mundo incluem: França, Espanha, Itália, Alemanha, Portugal, Áustria, Grécia, Líbano, Israel, Croácia, Geórgia, Romênia, Hungria e Suíça.

 

 

As características dos vinhos do Velho Mundo tendem a ser mais leves, mais contidos e com teor alcoólico menor, porém, isso é no general e nem sempre significa que é verdade. A característica principal que todos os países vitivinícolas do Velho Mundo tem em comum é que a sua produção de é repleta de normas, com diretrizes que todas as vinícolas devem seguir. Cada país e região desse país no Velho Mundo tem feito vinho de certa forma há séculos, e os vinicultores atuais seguem esses padrões antigos. Muitas vezes uma pessoa prefere o vinho do Velho Mundo só porque há uma herança e uma história por trás do vinho que bebem e tem um ‘q’ de romântico saber que o vinho em nossa taça foi feito da mesma maneira há séculos.

 

Os vinhos do Novo Mundo vêm de países que costumavam ser colônias, incluindo os EUA, e estão em climas mais quentes, o que, em geral, faz com que os vinhos do Novo Mundo sejam mais corpóreos e tenham sabores mais arrojados de frutas. Eles também tendem a ter maiores teor alcoólico. Os países do Novo Mundo incluem: EUA, Nova Zelândia, Argentina, Chile, Austrália e África do Sul.

 

 

Vinhos e os vinicultores no Novo Mundo incorporam o espírito empreendedor dos descendentes de imigrantes que começaram a procurar uma vida nova e melhor em outro país. Nessas regiões, as práticas de vinificação variam dramaticamente, e há muita experimentação. O Novo Mundo geralmente coloca menos ênfase em fazer vinho da mesma forma e põe mais ênfase em técnicas mais avançadas e modernas.

 

 

Às vezes, as pessoas usam o termo Novo Mundo como forma de diminuir um vinho, preferindo o romantismo do Velho Mundo, mais cada um trás características valiosas ao vinho e não devem ser comparadas. Existe uma tendência de vinhos com estilo vintage alguns voltaram à moda, mas há uma outra tendência aos novos vinhos orgânicos e biodinâmicos usando novíssima técnicas de produção. Se você encontrar alguém que diz que apenas bebe um estilo ou outro, compartilhe seus conhecimentos e lembre-os de que ambos os estilos têm coisas maravilhosas para oferecer.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

May 9, 2018

March 20, 2018

November 8, 2017

Please reload

Arquivo